Últimas Notícias

News
Recentes

Conheça “Metrópolis”, clássico sci-fi de Thea von Harbou, que chega em capa dura em Outubro!

News
Recentes

“A Saga do Assassino”, de Robin Hobb, ganha nova edição pela Suma!

News
Recentes

Sequência de “O Conto da Aia” chega em novembro às livrarias!

Livraria Martins Fontes

[Resenha] Glimmerglass: O Encontro de Dois Mundos – Jenna Black

Publicado em 18 jan, 2013

Glimmerglass: O Encontro de Dois Mundos – Jenna Black
Editora: Universo dos Livros
ISBN: 9788579302381
Ano: 2011
Páginas: 296
Página do livro no Skoob
Classificação: 

Dana Hathaway ainda não sabe, mas vai acabar se metendo em apuros quando decide que é a hora de fugir de casa para encontrar seu misterioso pai na cidade de Avalon: o único lugar na Terra onde o mundo real e o mágico se cruzam. No entanto, assim que Dana põe os pés em Avalon, tudo começa a dar errado, pois ela não é uma adolescente comum – ela é uma faeriewalker, um indivíduo raro que pode viajar entre os dois mundos e a única pessoa que pode levar magia ao mundo humano e tecnologia a cidade de Faerie. . Não demora muito e Dana envolve-se no jogo implacável da política do mundo da magia. Alguém está tentando matá-la, e todos parecem querer alguma coisa dela, desde seus novos amigos e da família até Ethan, o lindo garoto com poderes fantásticos com quem Dana acha que nunca terá uma chance… Até ter uma. Presa entre esses dois mundos, Dana não sabe bem onde se encaixa ou em quem pode confiar, muito menos se sua vida um dia voltará a ser normal.

Resenha:
Já vou começar demonstrando o meu amor pela capa desse livro. É linda pessoal, a Universo dos Livros arrasou. Sabem esses pontinhos pratas? São em alto relevo, não sei bem como se chama mas o efeito é incrível e combina perfeitamente com o tema do livro: fadas!

Dana é a personagem principal do livro, uma adolescente de dezesseis anos que carrega uma responsabilidade que deveria caber a sua mãe. Decidida a dar um basta em seus problemas, ela resolve fugir de casa, deixando sua mãe alcoólatra sozinha e indo em busca de seu pai. Lendo os capítulos é perfeitamente aceitável a atitude da garota, sua mãe só a envergonha com seu vício e Dana acaba sendo a adulta da situação. Sem falar que, elas se mudam constantemente devido ao medo que o pai de Dana as encontre, segundo a mãe, ele é um mal caráter feérico, arrogante e todo-poderoso.

Alguns termos próprios do livro são bem interessantes,”feéricos” diz respeito as fadas ou aqueles que vivem em Faerie, onde coexistem duas Cortes, a Seelie, que são os “bons” e a Unseelie que são os bandidos. Avalon é um local mágico, um estado soberano entre o mundo real e Faerie.

Dana entra em contato com seu pai e foge para Avalon para o encontrar. Chegando lá, as coisas não ocorrem da forma que ela esperava e ela se vê diante de grandes perigos. Durante o enredo ela vai conhecer a sua tia Grace e  acabará trancafiada por questões de segurança. Seu pai está preso e há pessoas perigosas a procura de Dana. Mas ela acaba sendo sequestrada ou seria salva? Por Ethan e Kimber, que alegam ser os verdadeiros heróis da estória. Talvez Grace não seja flor que se cheire… Quem será que está contando a verdade?

“Ótimo. Simplesmente perfeito. Eu estava presa em Avalon, minha tia me perseguia, meu estava na cadeia, e as únicas pessoas que pareciam estar do meu lado eram uma dupla de feéricos adolescentes que eu mal conhecia.” Trecho da pág. 99

Ethan e Kimber ajudarão Dana a se descobrir uma  Faeriewalker, uma afiliada aos dois reinos, que possui passe livre entre Avalon, Faerie e o mundo mortal. O que a torna poderosa, já que possui a capacidade de levar magia para o mundo mortal e tecnologia para o mágico. Ela é capaz de enxergar Glimmerglass, a janela que conduz ao mundo mortal e á Faerie ao mesmo tempo. Essa habilidade a colocará em apuros envolvendo a política de Avalon e tantas outras surpresas.

É um livro bom mas acredito que para determinada faixa etária. Os leitores mais jovens vão adorar, eu no entanto, não me vejo mais fascinado por estórias assim.

Leia mais de 4 milhões de livros no seu e-book. Os melhores e-books do mundo estão aqui

Recomendados para você

Deixe seu comentário

3 Comentários

  • Anônimo
    03 fevereiro, 2013

    O Sobrenatural não é o meu estilo preferido, mas já li algumas resenhas que me convenceram de que este livro pode ser uma boa opção de leitura. Só não é uma prioridade para mim, ainda mais depois de ler a última frase da sua resenha. Foi um bom alerta, obrigada! Estou fugindo disso hehe

  • Chrysthie Audi
    28 janeiro, 2013

    Fê,
    Eu acrescentaria um que de feminino no tema…
    Mulheres em geral, mesmo que em uma faixa etária acima da adolescência continua amando fadas…
    A capa é realmente linda e vale a pena tê-la na estante!
    Pena que só ganhou 3 estrelas!

    Bjs

  • Victor Emmanuel
    27 janeiro, 2013

    A capa é linda demais, mas confesso que nunca li um livro de fadas que fizesse jus. Espero que esse seja melhor!