Últimas Notícias

Recentes
Resenhas
TERROR

“O Cemitério”, de Stephen King, é de fazer qualquer um ter pesadelos. Saiba mais!

News
Recentes

Aleph divulga capa de “A Última Colônia”, de John Scalzi

News
Recentes

Conheça “Vilão”, uma história sobre inveja, desejo e superpoderes!

Livraria Martins Fontes

[Resenha] Como quebrar a maldição de um dragão – Cressida Cowell

Publicado em 08 jun, 2014

Como quebrar a maldição de um dragão – Cressida Cowell
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788585070045
Ano: 2010
Páginas: 240
Classificação: 
Página do livro no Skoob

Soluço Spantosicus Strondus III foi um extraordinário Herói Viking. Chefe guerreiro, mestre no combate com espadas e naturalista amador, era conhecido por todo o território viking como “O encantador de dragões”, devido ao poder que exercia sobre as terríveis feras. Será que Soluço vai encontrar o antídoto para a picada da Vorpente Venenosa e ainda por cima derrotar o assustador Garra da Destruição? E ele conseguirá vencer o perigoso machado de Norberto, o Demente, para mais uma vez ser o herói da história?


Resenha: 
O inverno mais frio dos últimos tempos chegou nas Terras dos Vikings, todas as ilhas internas estão agora ligadas por um plano deserto de gelo sólido. Para não perder os costumes, o quarto livro com as aventuras de Soluço Spantosicus Strondus III e seu dragão de jardim, Banguela, começa com mais uma das aulas do idiota Bocão Bonarroto, o instrutor do Programa de Treinamento de Piratas em Berk. A aula da vez é a Expedição de Caça com Arco e Elecha sobre Esquis, onde os 12 alunos teriam que descer esquiando a maior montanha das Ilhas Internas enquanto tentam atingir o maior número possível de Pica-neves Semipintados com suas flechas.E como se isso não fosse o bastante eles devem se preocupar com os Histéricos, uma tribo viking sedenta por sangue, temida por todos e conhecida por matar primeiro e depois fazer perguntas. E a cereja do bolo está por conta do dragão Garra da Destruição, uma serpente negra do mar, um pesadelo com dentes enormes que está logo abaixo do mar congelado…

Já imaginam o que vai acontecer? Isso mesmo, Perna-de-peixe, Soluço e Banguela vão se esbarrar com vikings Histéricos e obviamente se envolver em problemas, que incluem uma flecha no traseiro de Norberto, o Demente, chefe da tribo Histérica.  No livro anterior algo passou despercebido por mim no capítulo final, um nanodragão chamado Vorpente Venenosa, cuja picada é fatal. Ao que tudo indica, Perna-de-peixe foi picado por esse dragão e está a beira da morte, segundo os sintomas e a profecia de Velho Enrugado, a cura se encontra no Vegetal-cujo-nome-ninguém-ousa-dizer (uma batata) um vegetal que estaria em uma terra chamada América, um lugar imaginário… . E como as coisas sempre podem piorar, existe uma possibilidade de Norberto, o Demente ter a batata que é o antídoto para a Vorpentite, e essa é a única chance de Soluço salvar seu amigo.

Contrariando seu pai, Stoico, o Imenso, Soluço e Banguela saem em uma viagem nas águas congeladas em busca da batata. Eu me diverti bastante com essa conversa de batata, tem um momento em que os personagens imaginam como seria uma, tipo. Eles contarão com a ajuda de Camicazi, a herdeira das Ladras do Pântano, que surgiu no livro passado e é minha personagem preferida de toda a série. Ousada, forte e fofa.

As ilustrações do livro continuam lindas, Cressida Cowell criou mais uma aventura instigante e original e nossos heróis vikings ainda me arrancam risadas com tamanha falta de sorte. Várias espécies novas de dragões nos são apresentadas no decorrer do enredo, alguns são bem assustadores. A história do pai de Norberto, o Demente é bem interessante e o desfecho inesperado. Os epílogos da série são comoventes. Como não amar?

Leia mais de 4 milhões de livros no seu e-book. Os melhores e-books do mundo estão aqui

Recomendados para você

Deixe seu comentário