Últimas Notícias

News
Recentes

Em entrevista ao OMD, Silva declara amor por Maceió e promete show afetuoso no Teatro Deodoro

News
Recentes

Depois de O Livro dos Ressignificados, Coração Granada é o novo livro do @akapoeta

News
Recentes

Separamos cinco HQs da Nemo que você precisa ter na estante!

Livraria Cultura - Clique aqui e conheça nossos produtos!

[Resenha] O Começo de Tudo – Robyn Schneider

Publicado em 25 abr, 2014

O Começo de Tudo – Robyn Schneider
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581633930
Ano: 2014
Páginas: 288
Classificação: 
Página do livro no Skoob

O garoto de ouro Ezra Faulkner acredita que todo mundo tem uma tragédia esperando ali na esquina – um encontro fatal depois do qual tudo o que realmente importa vai acontecer. Sua tragédia particular esperou até que ele estivesse preparado para perder tudo de uma vez: em uma noite espetacular, um motorista imprudente acabou com a perna de Ezra, com sua carreira no esporte e com sua vida social. Depois que perdeu o favoritismo ao posto de rei do baile, Ezra agora almoça na mesa dos losers, onde conhece Cassidy Thorpe. Cassidy é diferente de qualquer pessoa que Ezra tenha encontrado antes – melancólica e com uma inteligência mordaz. Juntos, Ezra e Cassidy descobrem flash mobs, tesouros enterrados e um poodle que talvez seja a reencarnação do Grande Gatsby. À medida que Ezra mergulha nos novos estudos, nas novas amizades e no novo amor, aprende que algumas pessoas, assim como os livros, são difíceis de interpretar. Agora, ele precisa considerar: se uma tragédia já o atingiu, o que poderá acontecer se houver mais infortúnios?



Resenha:

O Começo de tudo é um daqueles livros que ao término da leitura  permanecem com você por um bom tempo.
Ezra Faulkner e Toby Ellicot costumavam criar histórias em quadrinhos, elaborar planos complicados e se envolver em confusão. Eles costumavam ser melhores amigos até que uma cabeça decepada de um jovem asiático saltou no colo de Toby enquanto comemoravam seu aniversário de 12 anos em uma montanha-russa na Disney. Desde então cada um seguiu caminhos contrários e o tempo passou. Enquanto Toby foi marcado pela tragédia e passou a viver nas sombras, tornando-se um nerd perspicaz,  Ezra tornou-se representante de turma e capitão do time de tênis. Popular, desejado e com planos para o futuro sustentados pela certeza de ser recrutado para uma universidade por ser esportista. Até que uma tragédia pessoal, que de particular não teve nada, reduziu qualquer certeza a pó.
Um acidente de carro causado por um motorista imprudente que nem se preocupara em prestar socorro, e por uma traição de sua namorada, Charlotte, condenara Ezra a uma vida limitada. O tênis já não era possível, o dano em seu joelho fora irrecuperável e seu conversível sofrera perda total. No tempo em que esteve no hospital nenhum amigo o visitara e ao retornar a escola tudo parecera errado. Fora do lugar. Como se todos continuassem os mesmos de sempre e apenas eles sofrera um mudança estúpida e surreal.  Ezra já não sabia quem era ou quem seria no futuro próximo. De algum modo sua tragédia fascinava e horrorizava todos ao redor, e estar ali, na mesa dos populares ouvindo conversas maldosas sobre tudo e todos já não fizesse mais sentido algum. Se é que um dia já houvesse feito.
Ezra reatará sua antiga amizade com Toby, fazendo parte de um novo grupo. Um grupo que disputa competições de Debates e Discursos e que não recorre a fofocas para se comunicar. Um grupo que o apresentará a Cassidy Thorpe, a novata esquisita e encantadora, sempre pronta para parafrasear sobre algo inteligente. Cassidy sabe como afeta Ezra e vai nos divertir com isso. Nosso protagonista vai desejar mais e imaginar como seria se conseguisse. A descoberta de um novo mundo,  repleto de raves silenciosas e de uma incansável tentativa de escape do panóptico será encantadora. 
Ezra mudara, a bengala que o acompanha é a materialização disso. A fisioterapia não o deixa esquecer, ele precisa conseguir uma recomendação para a universidade e se descobrir. Cassidy esconde algo e está sempre escapando de questionamentos, escapando de um romance que teria tudo para dar certo. Aos 17 anos ele perdera tudo que julgava ter e precisa se encontrar novamente. Ou seria encontrar Cassidy? O passado nos define e não é possível ignorá-lo, mas nada o impede de seguir em frente, de se expressar. Até o desfecho Ezra descobrirá que pouco importa em que mesa ele senta na hora do almoço. O que realmente interessa é viver ao invés de apenas existir.
O Começo de tudo faz referências a Harry Potter, Gatsby, Hamlet, Shakespeare, Crepúsculo, Oscar Wilde e incontáveis bandas e músicas. Uma verdadeira odisseia sensível, inteligente e equilibrada. Os sentimentos são retratados da forma mais fiel que li, comparando a muitos outros livros que se propõem a ilustrar a juventude e não são tão rigorosos quanto a isso. O time de personagens faz da trama algo maior, Ezra é cativante, Cassidy é apaixonante e problemática, Toby é o melhor amigo que queremos ter, e toda a turma que compõe o grupo de Debates tem alguma característica que podemos associar aos nossos amigos reais. O desfecho é surpreendente, o segredo de Cassidy além de definir destinos, definiu esse livro como mais um favorito do ano.
Leia mais de 4 milhões de livros no seu e-book. Os melhores e-books do mundo estão aqui

Recomendados para você

Deixe seu comentário