Últimas Notícias

News
Recentes

Em entrevista ao OMD, Silva declara amor por Maceió e promete show afetuoso no Teatro Deodoro

News
Recentes

Depois de O Livro dos Ressignificados, Coração Granada é o novo livro do @akapoeta

News
Recentes

Separamos cinco HQs da Nemo que você precisa ter na estante!

Livraria Cultura - Clique aqui e conheça nossos produtos!

[Resenha] Sangue na neve – Lisa Gardner

Publicado em 17 jul, 2013

Sangue na neve – Lisa Gardner
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581631998
Ano: 2013
Páginas: 416
Classificação: 
Página do livro no Skoob

A policial Tessa Leoni matou seu marido, Brian Darby, em legítima defesa. A arma do crime está à vista de todos e os hematomas no corpo de Tessa confirmam a ocorrência. A policial também não fez questão de fugir, ou de arrumar qualquer justificativa para explicar aquele corpo estendido no chão da cozinha, portanto, aparentemente, o que a investigadora D.D.Warren tem à sua frente é o desfecho de uma briga doméstica. Um caso simples. No entanto, ao abrir o inquérito, D. D. terá uma surpresa: este não é o primeiro homicídio de Tessa Leoni e — afinal — onde está a filhinha de seis anos da policial? Será que a policial Leoni realmente atirou em seu marido para matá-lo? Uma mãe seria capaz de prejudicar intencionalmente sua filha? 

Resenha: 
Surpreendente. Lisa Gardner me prendeu mais uma vez, não larguei até terminar o livro. Sabe aquela leitura que te deixa eufórico?

O crime da vez envolve uma policial do estado, Tessa Leoni, acusada de matar seu marido, Brian Darby, com três disparos na cozinha de casa. Ao que tudo indica, Tessa era vítima de violência doméstica frequente e o crime foi em legítima defesa. Porém, a filha do casal de apenas seis anos, Sophie, está desaparecida. Quando as evidências começam a ser coletadas, peças que não se encaixam surgem e o passado é revirado, fica claro que o que houve vai além do que se sabe até o momento. Tessa Leoni, meus queridos, é uma personagem para se aplaudir de pé. Uma mulher sem limites. As reviravoltas do enredo são surpreendentes. Quem você ama? Até que ponto você está disposto a sujar as mãos? Até onde você iria? Perguntas clichês de romances clichês mas nesse livro tudo ganha um sentido mais urgente, mais perigoso. Sangue na neve. Não é a primeira vez que Tessa matou alguém por legítima defesa, Brian escondia segredos trabalhando como marinheiro mercante ele passava metade do ano fora, o quanto se pode afundar em seus próprios vícios?, Sophie está desaparecida a dias, está nevando lá fora… Nem todos os policiais estão dentro da lei, a ganância corrompe as pessoas, culpar os outros pelos próprios erros parece uma solução mais plausível. Quem está um passo a frente sempre terá vantagem…

A grande mudança em relação ao livro anterior publicado pela Novo Conceito (Viva para Contar) está na gravidez da investigadora linha dura D.D. Warren. Em Sangue na neve ela está namorando Alex, enquanto trabalha com seu ex Bobby Dodge, sim, isso é importante citar pois confunde um pouco a nossa investigadora. Até as últimas páginas ela terá que lidar com os sintomas típicos da gestação e isso foi até engraçado, mesmo mais frágil a detetive se manteve firme e forte. D.D. não confia em ninguém, não acredita em nada, tudo é questionável. Isso pode irritar alguns leitores, me irritou em alguns momentos. Outra questão que embala os pensamentos de D.D. e a impulsiona para solucionar o caso de uma vez é: uma policial pode conciliar o trabalho com a criação de um filho? Tessa Leoni  é bem mais do que demonstra ser. Poderia alguém ser tão fria e cruel assim? E se D.D. falhasse também? O que ela está escondendo? Por que? O que havia acontecido naquela cozinha, naquela casa, naquele lar?

“Tudo que quero de Natal são meus dois dentes da frente, meus dois dentes da frente, meus dois dentes da frente.”

Vocês não imaginam o quanto vibrei, torci, fiquei pasmo e até chorei. Os capítulos são intercalados entre o andamento das investigações com D.D., e as narrações de Tessa Leoni, relembrando seu passado e os atuais passos. Até a última página revelações serão feitas em um desfecho surpreendente. Ao que parece uma mulher é realmente capaz de tudo para defender aquilo que ama. Leitura obrigatória, simples assim.

Felipe Miranda

Felipe Miranda

Sou redator, produtor de conteúdo, freelancer 24h e quase jornalista. Não consigo ficar quieto. Criei o OMD aos 15 anos e de lá para cá já vivi um mundo inteiro de histórias malucas (sem nem sair de casa).

Leia mais de 4 milhões de livros no seu e-book. Os melhores e-books do mundo estão aqui

Recomendados para você

Deixe seu comentário

12 Comentários

  • Geovany Smith
    17 agosto, 2013

    NÃOOOOOOOOOOOOOOO, PARA! EU NECESSITO

  • Cristiane Dornelas
    25 julho, 2013

    Li Viva para contar recentemente e estou doida pra ler mais da autora. Muito bom esse livro novo.

  • Michelle *-*
    22 julho, 2013

    Livros de suspense me encantam *-*

  • J.H.
    19 julho, 2013

    Um suspense bom de ler. . . Parece que a autora sabe trabalhar bem o gênero e prender a atenção do seu leitor. Irei ler.

  • Ariana Oliveira Gomes
    18 julho, 2013

    Já sabia, mesmo antes de ler sua resenha, que esse livro entraria para minha lista quilométrica de desejados…
    Sou louca por livro de mistério e esse me alucinou… Pelo que vi por aí, essa série pode ler em qualquer ordem, ou tô falando besteira? Tipo a série Myron Bolitar do Harlan Coben…

  • Rodrigo Lessa ®
    18 julho, 2013

    Achei esse livro bastante interessante. O nome em si mesmo já me passa uma curiosidade. Nossa, mas já é o 5º livro. Será que necessito ler em sequencia exata? Ah, quero ler principalmente por ter gostado da personagem principal. Estou começando a gostar desses livros, parecer ter um misterio bacana, um suspense que corroer-me rs. Adorei, quero ler, até pq vi muitos gostando, como vc. !!

  • Leitura extrema
    18 julho, 2013

    Meus colegas já falaram desse livro ai fiquei bastante curioso :3

  • Priscila Domingues
    17 julho, 2013

    Nunca li nada do gênero e eu comprei esse livro porque me apaixonei pela sinopse!
    Muitas resenhas foram positivas e isso me deixou muito feliz e não me fez se arrepender da comprar!!

    *-*
    otima resenha, fiquei mais curiosa ainda!!

    beijos
    soueupri.blogspot.com.br

  • Ingrid Joyce
    17 julho, 2013

    Livros criminais me atraem *-*
    Depois da Patricia Corwell, não paro mais de gostar dos romances policiais :D.

    sonholiterario.blogspot.com

  • Ananda Castilho
    17 julho, 2013

    só parece ou é um romance policial meio diferente dos que estamos acostumados, tipo agatha christie? curti!

  • Larissa
    17 julho, 2013

    Adorei, parece ser bem legal, nunca li nada com detetives…sei lá nunca chamou a minha atenção, mas estou pronta pra experimentar ^^

  • Anônimo
    17 julho, 2013

    Nossa fiquei quase sem fôlego com esta sua resenha!!
    Surpreendente os acontecimentos do livro, com certeza um livro pra ser "devorado". Acho demais este tipo de livro…
    Fiquei bem curiosa para saber o desenrolar ha historia.