Últimas Notícias

News
Recentes

Carol Teles lança “Constelação de Gritos Mudos”, seu novo livro!

Alagoas
News
Recentes

Com xilogravuras de Luís Matuto, livro faz releitura da história de Zumbi dos Palmares

News
Recentes

Guilermo del Toro e Cornelia Funke lançam livro de “O Labirinto do Fauno”

Livraria Martins Fontes

Programa “Lugar de Cinema” vai levar curtas da Mostra Sururu para TV aberta em Maceió

Publicado em 16 maio, 2019

O Instituto Zumbi dos Palmares (IZP) e a La Ursa Cinematográfica, primeira distribuidora de audiovisual no estado, estreiam nesta quinta-feira (16) o projeto “Lugar de Cinema”. Trata-se de um programa independente cujo objetivo é trazer para a TV aberta toda a diversidade artística e criativa dos filmes produzidos localmente. O Cine Arte Pajuçara recebe hoje, a partir das 19h, uma exibição especial do que veremos a partir de amanhã na TV Educativa, canal 3.1. Nesta primeira temporada, a grande homenageada será a Mostra Sururu de Cinema, principal janela para os curtas-metragens alagoanos – e que completa 10 anos em novembro. A curadoria é assinada pelo Mirante Cine Clube.

Papel da mulher na sociedade, violência, questões urbanas e identitárias são alguns dos assuntos abordados na temporada, que vai ao ar sempre às sextas-feiras, a partir das 23h. Quem explica a formatação do programa é Felipe Guimarães, sócio da La Ursa Cinematográfica e diretor da atração. “Compilamos curtas-metragens de durações diferentes para não ultrapassar o tempo total de 1h. Uma curadoria feita pelo Mirante Cine Club está trabalhando nesses ajustes, então teremos curtas de 7 minutos, 15, 20, todos juntos em uma linha temática coesa.”

O denominador comum de todos os filmes selecionados para o “Lugar de Cinema” foi a participação em alguma edição da Mostra Sururu. Além de ser uma homenagem pontual, já que o evento é um dos maiores do segmento, tendo realizado diálogos entre integrantes da cadeia produtiva desde sua estreia em 2009, a ideia é, de fato, levar essa representação artística para outro universo.

“A TV é uma plataforma diferente, que funciona diferente. Vamos encontrar um público novo, expandir. Quem vai a uma mostra de cinema é um público bem específico, essa roupagem de agora amplia e potencializa o audiovisual local. Queremos mostrar que existe cinema aqui, que Alagoas é lugar de cinema“, conta Guimarães.

 

Em cartas nesta noite, os curtas “Feijoada da Vó Maria Conga”, de Rafhael Barbosa e Werner Salles, “Mwany”, de Nivaldo Vasconcelos, e  “Menina”, de Amanda Duarte e Maysa Reis.

“Menina” recebeu menção honrosa no 4º Festival de Cinema Universitário de Alagoas e Melhor Roteiro e venceu como “Melhor Desenho de Som” da IV Mostra Sururu de Cinema Alagoano.

“Mwany” conquistou prêmio de Melhor Plano Cinematográfico pela cena da corda de pular, o Prêmio SESC do Júri Popular, a Melhor Direção de Fotografia para Alice Jardim, Melhor Atriz para Sonia André e Melhor Direção e Prêmio Algás de Melhor Documentário na 4ª Mostra Sururu de Cinema Alagoano.

Felipe Miranda

Felipe Miranda

Sou redator, produtor de conteúdo, freelancer 24h e quase jornalista. Não consigo ficar quieto. Criei o OMD aos 15 anos e de lá para cá já vivi um mundo inteiro de histórias malucas (sem nem sair de casa).

Leia mais de 4 milhões de livros no seu e-book. Os melhores e-books do mundo estão aqui

Deixe seu comentário