[RESENHA] - Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente - TCD

12 de abr de 2018
Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente - TCD
ISBN-13: 9788525065360
ISBN-10: 8525065366
Ano: 2017
Páginas: 304
Editora: Globo Alt
Classificação: 
Página do livro no Skoob
Indo contra a tendência dos textos curtos e superficiais que são postados nas redes sociais, o coletivo literário Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente (TCD) passou a produzir e compartilhar um conteúdo extenso, profundo e extremamente poético em suas páginas no Facebook e no Instagram. Com seus escritos e ilustrações, eles acabaram atingindo um público muito maior do que o esperado, nos mostrando como, apesar da crescente agilidade que nossa comunicação exige, ainda precisamos de tempo para digerir e entender nossas complexas relações humanas. Para este livro, foram produzidos textos inéditos que ganharam a companhia das sensíveis ilustrações de Anália Moraes.
Resenha:
Uma capa vermelha (minha cor predileta), um título gigante com um design minimalista e um burburinho na internet: pronto, esses foram os motivos que me fizeram comprar o livro Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente (TCD). Quando ouvi algo sobre "entender as relações humanas" eu precisei ter meu próprio contato com essa obra para formar opinião. A verdade é que não li nada de novo. Nada de diferente das coisas que um dia eu já escrevi ou vi alguém escrever em textões de Facebook, por exemplo.

Não é um livro ruim, de ideias ruins ou histórias mal desenvolvidas. Tenho certeza que elas foram contadas com todo o carinho do mundo por quem as viveu (ou não). Mas é um livro de histórias que não fizeram sentido para mim. Acredito que o grande problema aqui tenha sido a seleção. Eu li mais de 200 páginas até encontrar uma escrita mais robusta e fora do comum. E o comum aqui não é nada muito impressionante, viu? É o básico. Não me conectei. Me vi entediado. Tive a impressão de andar em círculos, principalmente quando o vocabulário chega a ser raso. Tão raso e repetitivo que se compilados em fileira seriam um grande enredo sem meio e fim.

Mas não posso mentir que para o público mais jovem tudo pode funcionar muito melhor. Para a galera que não cultivou um perfil no tumblr anos atrás, esse livro é um prato cheio para chorar e se sentir compreendido. É tudo sobre acesso e experiências, certo? 

É um livro para entender que o amor machuca tanto quanto crescer. São textos bonitinhos que tentam ser profundos ao dizer e mostrar que dentro da gente existe uma galáxia inteira e dentro dela o infinito. Aliás, ser profundo é diferente de ser gigante, extenso. Acredito que em alguns textos houve um "forçar a barra" para dar sentido ao título do projeto. Encontrei mais densidade em frases curtas de outros momentos. 

Amores não-correspondidos, amores que tiveram um fim repentino, amores que não chegaram a ser amores, amor próprio e amor. Para não encerrar esse pequeno desabafo meio lamúria, preciso dizer que as ilustrações que permeiam todo o livro são lindas de morrer. Dão o toque que explica o fato dessa obra estar entre as mais vendidas. São traços delicados, que às vezes dizem mais que os próprios textos. Anália Moraes, parabéns! Seus desenhos são algo que eu tatuaria na pele.

Foi isso.

0 comentários:

Postar um comentário

Não esqueça de dar sua opinião nesse espaço.Seu comentário é muito importante.
O QUE ACHOU DESSE POST?

TERROR

Jantar Secreto - Raphael Montes
Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de...
Jogos Macabros - R. L. Stine
Conhecido mundialmente por seus livros de terror e suspense, com centenas de milhões de exemplares vendidos, R. L. Stine desponta no cenário da ficção juvenil pela genialidade na criação de enredos sinistros...
Psicose - Robert Bloch
O clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O livro teve dois lançamentos no Brasil, em 1959 e 1964...
Nosferatu - Joe Hill
Victoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa...
O Vale dos Mortos - Rodrigo De Oliveira
Com passagens por Brasília, Estados Unidos, China e França, O Vale dos Mortos baseia-se na profecia de que um planeta intruso ao sistema solar, ao raspar por nossa...

FANTASIA/ POLICIAL

LEIA MAIS

ESPECIAIS ♥

Juntando os Pedaços - Jennifer Niven
Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar...
O Livro de Memórias - Lara Avery
Sammie sempre teve um plano: se formar no ensino médio como a melhor aluna da classe e sair da cidade pequena onde mora o mais rápido possível.E nada vai ficar em seu caminho — nem mesmo uma rara doença...
Simon vs. a agenda Homo Sapiens - Becky Albertalli
Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da...
Quando finalmente voltará a ser como nunca foi - Joachim Meyerhoff
Isso é normal? Crescer entre centenas de pessoas com deficiência física e mental, como o filho mais novo do diretor de um hospital...
Eu Te Darei o Sol - Jandy Nelson
Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia...

POLICIAL

LEIA MAIS