Últimas Notícias

News
Recentes

Raphael Draccon e Carolina Munhóz produzirão série original para Netflix

News
Recentes

Autor de “O Caçador de Pipas” lança livro em homenagem ao jovem Alan Kurdi

News
Recentes

“Intransitiva Palavra” é novo livro de poemas de Arriete Vilela

Livraria Cultura - Clique aqui e conheça nossos produtos!

[Resenha] Jogos Macabros – R. L. Stine

Publicado em 25 ago, 2016

Jogos Macabros – R. L. Stine
ISBN-10: 8525060402
Ano: 2016

Páginas: 280
Editora: Globo Livros
Classificação: 
Página do livro no Skoob

Conhecido mundialmente por seus livros de terror e suspense, com centenas de milhões de exemplares vendidos, R. L. Stine desponta no cenário da ficção juvenil pela genialidade na criação de enredos sinistros. O“Stephen King da literatura juvenil” ficou famoso na década de 1990 com a aplaudida coleção Rua do Medo. Quase duas décadas depois do último volume, Stine atende aos pedidos dos leitores e lança o livro inédito Jogos macabros, publicado no Brasil pela Globo Alt.

Resenha:
Já li livros de terror que pareciam ser algo e no final das contas foram grandes decepções. Comecei Jogos Macabros com um pé atrás e terminei sua leitura pulando de tanto nervosismo. A obra de R.L. Stine é maravilhosa. Eu, que não perco um filme de terror no cinema e pensei já ter visto de tudo sobre reviravoltas em enredos aparentemente previsíveis, me vi surpreso com o tanto de informação que o autor jogou nessas páginas. E o melhor de tudo: sem se perder. Eu quero outro livro dele para já!

Rachel Martin foi convidada para uma festa de aniversário. Não uma qualquer, mas a festa do garoto mais popular e misterioso de toda a cidade. E quando digo misterioso estou falando no sentido mais obscuro da palavra. Brendan Fear carrega nas costas a fama de sua família. Uma família marcada por histórias de morte, vingança e dinheiro. Eles são tão ricos ao ponto de possuir uma ilha afastada da costa. E adivinhem? A festa vai acontecer exatamente nesse local. Por mais que sua melhor amiga a alerte, aconselhando Rachel a não comparecer ao evento, a garota está disposta a correr riscos. Sua vida pacata e tediosa precisa de reviravoltas. Novos ares. Estamos falando de uma noite apenas… O que pode acontecer em tão pouco tempo?

A resposta é: mais do que podemos imaginar. Para comemorar mais um ano de vida, Brendan preparou uma espécie de jogo. Um jogo macabro que vai sair de controle e acabar se tornando um pesadelo real. O jovem e seus amigos não são os únicos que desembarcaram na Ilha do Medo. E nem todos que estão presentes ali são desse mundo.

Então vamos aos pontos positivos de tudo isso: o time de personagens é muito bem construído. Cada um possui sua relevância na história e contribui bastante para a construção do clima de pavor. Tem o cara metido a engraçado, o casal apaixonado, os parentes distantes, enfim. É um elenco diversificado que funciona. Rachel e Brendan estão naquele estágio inicial de flertes e, a cada capítulo, as situações que se sucedem provam que aquele momento não é o mais feliz para eles estarem começando algo. Na verdade o leitor nem sabe se Brendan é confiável. É tudo muito suspeito e todos podem estar envolvidos com o sangue que escorre cada vez mais pela ilha.

Quando o jogo parece ter acabado o autor mostra o quão talentoso é com uma reviravolta de cair o queixo. Adoraria ver tudo que li no cinema. Se a capa de Jogos Macabros fosse menos juvenil a obra teria ganho as 5 patinhas na classificação aqui do OMD. Não vamos mais fingir que a parte gráfica dos livros que lemos não são importantes, né? Leitura mais que recomendada!

Felipe Miranda

Felipe Miranda

Sou redator, produtor de conteúdo, freelancer 24h e quase jornalista. Não consigo ficar quieto. Criei o OMD aos 15 anos e de lá para cá já vivi um mundo inteiro de histórias malucas (sem nem sair de casa).

Leia mais de 4 milhões de livros no seu e-book. Os melhores e-books do mundo estão aqui

Recomendados para você

Deixe seu comentário