Últimas Notícias

News
Recentes

Em nova edição, “Blade Runner” ganha capa assinada por Rafael Coutinho

News
Recentes

Em livro de estreia, Emily X.R. Pan escreve sobre suicídio e paixão

News
Recentes

Darkside Books lança versão empoderada de A Pequena Sereia

americanas.com

[RESENHA] Alien – Alan Dean Foster

Publicado em 26 mar, 2016
Alien – Alan Dean Foster

ISBN-10: 8576572664
Ano: 2015

Páginas: 328
Editora: Aleph

Página do livro no Skoob

Classificação: 

A tripulação da nave Nostromo é despertada antes do tempo de seu sono criogênico. Misteriosos sinais vindos dos confins do espaço são recebidos pelo computador de bordo, e a equipe é acionada para investigar um planeta desconhecido. Um tripulante é atacado por uma forma de vida estranha, e esse pode ser o início de uma história pior que os mais terríveis pesadelos da humanidade.

Resenha:
Eu sei que Alien fez parte da minha infância, mas não consigo lembrar quando e como assisti ao filme décadas atrás. Na televisão? Em DVD? Como tenho a memória péssima não consegui sequer imaginar como tudo iria acabar. A velha sensação de já conhecer o que se passava nas páginas não atrapalhou em nada as surpresas que tive depois dos capítulos introdutórios e arrastados que dão início a tudo. Sim. Avançar aqui foi um perrengue que valeu a pena.

Em um futuro não tão distante do nosso naves espaciais viajam no espaço-tempo à velocidade da luz em busca de tudo que a Terra já não tem em abundância para nos oferecer. E numa dessas missões, em que a tripulação passa boa parte da viagem hibernando em máquinas para poupar alimentos e energia, algo inusitado acontece. Eles são acordados 10 meses antes do tempo estimado. A Mãe, como é chamada o sistema que opera a  nave Nostromo, captou uma mensagem vinda de um planeta desconhecido e o protocolo precisa ser seguido. A regra é simples: não se ignora um pedido de socorro no espaço.

É importante informar que até o exato momento em que a tripulação aterriza em solo inóspito (?) boas 140 páginas se passam. É claro que nesse montante de capítulos a gente conhece mais dos sete passageiros, suas funções ali dentro e um pouco da personalidade de cada um. Mas a questão é que nada mais acontece. O leitor se familiariza com o cenário, mas não é surpreendido. Não há ação. A ação acontece quando todos descobrem que o pedido de socorro na verdade era um aviso. Um alerta de perigo.

É spoiler contar que um dos tripulantes é atacado por uma criatura extraterrestre enquanto reconhecia o ambiente do planeta desconhecido? Levando em consideração que o filme é de 1979 e várias sequências já foram lançadas, acho que o básico que qualquer um deve saber é que esse alien acaba sendo levado para dentro da Nostromo por estar presa na vítima. A partir disso a narrativa se torna apaixonante, impossível de largar e rápida, porém não menos descritiva.

Há reviravoltas suficientes para agradar qualquer leitor. O clima de perseguição aliado às explicações e curiosidades sobre a força e evolução da criatura são impressionantes de tão assustadoras. Surreais. Logo no início de tudo encontramos uma nota do autor para esta edição brasileira do livro. Alan Dean Foster conta que se viu olhando por sobre os ombros incontáveis vezes enquanto escrevia Alien. Claro que eu achei exagerado da parte dele. Até realmente entender o que ele estava dizendo. Alien traz o medo do desconhecido. O medo da morte. Os capítulos finais foram lidos com uma impaciência gigante. Eu queria que tudo acabasse por não aguentar a dúvida e a taquicardia que me invadiu. Dá para imaginar um ser quase que imortal e sedento por sangue à solta na Terra?

Um tripulante em especial possui uma razão específica para estar ali e talvez alguém consiga sair vivo dessa. Para mim, o mais interessante foi acompanhar o crescimento da personagem Ripley dentro da história. Aliás, apesar de ser um livro curto, nenhum dos tripulantes é descrito de forma leviana, a gente realmente se aprofunda em cada um.

Nem preciso comentar que o capricho da editora Aleph quanto a parte gráfica é de encher os olhos, não é mesmo? Torna a leitura muito mais prazerosa.

WalmartBR

Recomendados para você

Deixe seu comentário

2 Comentários

  • Bruno Marukesu
    02 abril, 2016

    Oi Felipe
    WOWWW
    140 páginas sem nenhuma ação? Isso definitivamente é uma prova para testar a paciência dos leitores.
    Também cresci assistindo as reprises de Alien e não sei se de fato consigo gostar desse ser vindo de outro planeta.
    O enredo do livro é bem louco. Que nave doida é essa que capta de forma errada um sinal? Com certeza a humanidade precisa evoluir mais para erros como esses não acontecerem de novo (estou falando como se isso acontecesse na vida real kkkk).
    Espero sinceramente me surpreender com o enredo desse livro mesmo tendo essas 140 páginas que para mim serão maçantes de ler. Não está sendo fácil se assustar nos dias atuais. Quero ver o que o autor é capaz de me proporcionar.
    Parabéns pela resenha sincera e sem embaçamento.
    Abraços.

    http://peregrinodanoite.blogspot.com.br/

  • Mylla Stefany
    29 março, 2016

    Acredita que eu nunca assisti o filme Alien? Acho que sou uma das poucas pessoas que ainda nao viu o filme, haha.

    Bom, de qualquer forma eu vou me esforçar para ler e depois assistir =D

    Beijokas da Mylloka
    http://myllokasecret.blogspot.com.br/