Últimas Notícias

News
Recentes

Conheça o romance LGBT “Vermelho, branco e sangue azul”

News
Recentes

Stephen King, George R.R. Martin e outros autores escrevem sobre fim do mundo em coletânea

News
Recentes

“Apenas um Olhar”, novo livro de Harlan Coben, está em pré-venda!

Livraria Martins Fontes

[Resenha dupla] Darth Vader e filho/ A princesinha de Darth Vader – Jeffrey Brown

Publicado em 08 ago, 2015

Darth Vader e filho/ A princesinha de Darth Vader – Jeffrey Brown
Ano: 2015
Páginas: 64
Idioma: Português
Editora Aleph
Classificação: 
Páginas do livro no Skoob: Filho/ Princesa

Em uma releitura divertida e encantadora, Darth Vader é um pai como qualquer outro, exceto pelo fato de ser o Senhor Sombrio dos Sith. Com ilustrações de Jeffrey Brown, o livro apresenta as alegrias da paternidade por meio da lente de uma galáxia muito, muito distante. Nesses volumes, o líder do Império Galáctico, enfrenta os dramas, alegrias e mudanças de humor de sua filha Leia, acompanhando a transformação de uma doce menina em uma adolescente rebelde, e as aventuras de Luke Skywalker desde os quatro anos de idade.

 Resenha:
Quem acompanha o OMD deve ter percebido que as resenhas da série Star Wars são feitas pela minha amiga, blogueira, escritora, mãe e maravilhosa Carol Teles (Leia aqui!). Logo, fica fácil deduzir que nunca li absolutamente nada sobre a saga. (Repassei essa responsabilidade para alguém que ama e tem papada para julgar todas essas sequências lançadas. Justo, não?). Porém, quando recebi as duas HQs do Darth Vader com os filhos rebeldes tive que folheá-las. Acabei lendo os dois por completo e cá estou para dar minha opinião, singela, mas sincera: a editora Aleph quer mesmo falir todos os fãs de George Lucas.

Quem tem um pai nerdão (ou não), cheio das referências e que adora o lado negro da força (ou não também), provavelmente deve considerar como presente as tirinhas de Jeffrey Brown. Elas foram lançadas nos últimos dois anos lá fora e já ganharam prêmios importantes dentro desse segmento, como o Eisner na categoria “humor”, por exemplo.

A publicação da Aleph segue o formato livro de bolso com capa dura e chama atenção pela parte gráfica mesmo. É apaixonante! Dá para imaginar um dos maiores vilões da história dos cinemas enfrentando todos os dilemas que a criação de dois filhos envolve? Parece sem graça, mas não é. Brown traz todos esses probleminhas para o universo galáctico, inserindo droides, wookiees, destróieres estelares e todos os questionamentos que uma nave de nome Estrela da Morte pode incitar na cabeça de Luke Skywalker aos quatro anos.

Se a edição com o herdeiro de Vader está repleta de situações constrangedoras, a princesa Leia faz questão de disparar na frente nesse quesito em sua vez. Na verdade é tudo mais divertido. As situações focam mais em uma Skywalker adolescente. Traduzindo: temos ela indo de pijama para a escola (estilo), declarando-se para Han Solo (é um relacionamento conturbado), abusando das roupas curtas (sim, Vader não é tão cabeça. Dá para acreditar que ele a proíbe de sair de casa assim?) e claro, fazendo uma dupla perigosíssima com Luke por toda a galáxia.

Se eu, um leigo nesse mundo, me vi encantando com os traços, as referências e todo o cuidado demonstrado nesses livros, avalie quem é fã e manja tudo sobre Star Wars? Que a força esteja com você.

Leia mais de 4 milhões de livros no seu e-book. Os melhores e-books do mundo estão aqui

Recomendados para você

Deixe seu comentário