Últimas Notícias

News
Recentes

Editora Morro Branco investe em diversidade em suas publicações. Confira!

News
Recentes

CONHEÇA “JUNTOS SOMOS ETERNOS”, DE JEFF ZENTNER

News
Recentes

Autora de “Quarto” lança triller psicológico “O Milagre”

americanas.com

[Resenha] Star Wars: Herdeiro do Império – Timothy Zahn

Publicado em 15 jun, 2015

Star Wars: Herdeiro do Império – Timothy Zahn
O primeiro volume da consagrada trilogia Thrawn

ISBN-10: 8576571986
Ano: 2014
Páginas: 472
Editora: Aleph

Classificação: 
Página do livro no Skoob

Luke, Han e Leia enfrentam uma nova ameaça. Cinco anos após a destruição da Estrela da Morte, a ainda frágil República luta para restabelecer o controle político e curar as feridas deixadas pela guerra que assolou a galáxia. O Império, porém, parece não ter morrido com Darth Vader e o imperador. Habitando os confins da galáxia, o grão-almirante Thrawn, gênio militar por trás de diversas ações imperiais, ainda luta para reconquistar o poder perdido. A bordo do destroier estelar Quimera, ele descobre segredos que lhe darão a chance de destruir definitivamente o que restou da Aliança Rebelde, para assim retomar o domínio da galáxia e controlar os últimos dos Jedis. Herdeiro do Império é considerado um dos mais importantes marcos do universo expandido de STAR WARS. Desde seu lançamento, tem sido aceito pelos fãs da franquia como a verdadeira continuação da trilogia original. Além disso, a obra foi usada como base criativa para vários outros produtos da série, incluindo elementos de jogos, filmes e animações.

Resenha por Carol Teles:
Vou logo dizendo que sou altamente suspeita para falar de qualquer coisa que use como pano de fundo o universo incrível de Star Wars. Cresci vendo os filmes, e não tem uma única vez que escute a música de abertura e não comece a chorar. Em resumo, sou uma manteiga derretida quando o assunto é esse. Contudo exatamente pelo mesmo motivo também sou altamente crítica acerca dos detalhes que o envolve. De fato comecei a leitura bastante empolgada, mas tentando não colocar todas as minhas altas expectativas nela. A queda poderia ser horrível, e não queria me decepcionar com nada relacionado a Guerra nas Estrelas, principalmente os tão esperados livros que a editora Aleph está fazendo a graça de lançar para os fãs. E essa é a primeira coisa da qual falarei aqui: A diagramação.

Todo mundo que conhece a Aleph sabe que os livros que ela publica são de fazer chorar. E nem sempre pela história em si, mas pelo carinho com o qual eles trabalham a parte visual do material. Mesmo que não seja uma edição de luxo, o leitor sente que é. São livros lindos esteticamente, e isso é um super ponto a favor da editora e de suas publicações. Confesso que eles ganharam meu coração quando começaram a publicar os livros de Star Wars, mas até ai eu estava controlada porque não podia comprá-los e nunca tinha tido acesso manual aos benditos. Quando Felipe me convidou para resenhar os livros da série para Oh My Dog foi que pirei de vez. Até a textura das folhas são incríveis! Ou seja, se você é um fanático por Guerra nas Estrelas, mas não curte a leitura, vale a pena ter esses livros na estante como item de colecionador apaixonado. Ok, mas vamos falar do que achei da história.

Jamais achei que fosse capaz alguém captar o clima de Star Wars para as folhas de papel. No cinema a coisa é frenética e as batalhas no espaço enchem os olhos. E não é que funcionou no livro também? E muito! A história se passa cinco anos depois do Retorno de Jedi. O Império caiu junto com Vader e a Republica ainda tenta juntar os cacos dos acontecimentos anteriores. Leia está esperando gêmeos e já começou sua trajetória para se tornar uma Jedi, como o irmão. Ela e Han se casaram e vivem inteiramente na política. Quem diria que Han Solo procuraria responsabilidades, não é? Pois é! Só que para ter uma história, precisamos de um vilão. E tanto temos um vilão político como um vilão com a Força, como aconteceu com as seis histórias anteriores de Star Wars no cimema. Na verdade a estrutura de enredo é muito semelhante a do cinema. Ou seja, o livro é cinematográfico em cada página. Não tinha como ser diferente de um livro que partiu da ideia de uma série de filmes.

A narrativa é em terceira pessoa e acompanha pontos de vista diversos. Vamos de Han, Leia e Luke a Mara, Lando, Kaarde e Thrawn, um dos vilões de raciocínio mais ligeiro que já vi em livros. Sério, o pessoal da República esquematizava um plano impenetrável e em menos de três minutos o cara já tinha sacado qual era a ideia. Dava raiva e uma vontade descontrolada de rir. Chegava a ser absurdo o quanto ele era bom naquilo. De início eu sofri um pouco para pegar ritmo. A pessoa acostumada com a velocidade dos filmes sofre em acompanhar isso em um livro. Sem contar a quantidade de nomes estranhos de pessoas, lugares, naves, peças e as tantas coisas que eles diziam no cinema e que não prestávamos atenção. Nomes científicos para ações em naves no espaço e que não entendia patavina. Por isso é difícil pegar ritmo, mas depois que se pega o leitor vai embora na leitura. Mesmo sem saber exatamente o que é um Hiperdrive.

Temos de tudo nesse livro. Intriga política, batalhas, fugas, traições, novas amizades e os lugares mais belos que se imaginar do espaço. Conhecemos novos mundos e revisitamos antigos. É maravilhoso poder voltar a esse universo com novas histórias e saber o que se passou com Luke, Leia e Han depois da morte de Vader. Já deu para perceber que a vida deles não ficou nada fácil. Prova de que histórias não acabam quando fechamos os livros. Esse é o primeiro volume da Trilogia Thrawn. Ele termina numa pegada que a pessoa fica desesperada pelo próximo. Não tem um final, entende? É exatamente como os filmes. Você fica esperando a continuação para ontem. Notícia boa é que a Aleph já lançou o segundo dessa série, então já dá para começar sem entrar em desespero.

Existem vários livros lançados de Star Wars, mas nem sempre escritos pelo mesmo autor ou que segue a mesma ponte de história. Quando forem comprar se liguem se estão comprando a continuação direta do que começaram a ler. Mas leiam todos porque vale a pena. A próxima resenha que vocês verão por aqui será a do livro do Kenobi. Aguardem. Que a força esteja com vocês!

WalmartBR

Recomendados para você

Deixe seu comentário

1 Comentário

  • […] Star Wars são feitas pela minha amiga, blogueira, escritora, mãe e maravilhosa Carol Teles (Leia aqui!). Logo, fica fácil deduzir que nunca li absolutamente nada sobre a saga. (Repassei essa […]