Últimas Notícias

Recentes
Resenhas
TERROR

“O Cemitério”, de Stephen King, é de fazer qualquer um ter pesadelos. Saiba mais!

News
Recentes

Aleph divulga capa de “A Última Colônia”, de John Scalzi

News
Recentes

Conheça “Vilão”, uma história sobre inveja, desejo e superpoderes!

Livraria Martins Fontes

[Resenha] A Queda dos Reinos – Morgan Rhodes

Publicado em 16 jan, 2015

A Queda dos Reinos – Morgan Rhodes (#1)
Editora: Seguinte
ISBN: 9788565765138
Ano: 2013
Páginas: 398
Classificação: 
Página do livro no Skoob / Compre!

Numa terra em que a magia havia sido esquecida e a paz reinara durante séculos, uma agitação perigosa ganha forma quando três reinos começam a lutar pelo poder. Entre traições, negociações e batalhas, quatro jovens terão seus destinos entrelaçados para sempre: Cleo, a filha mais nova do rei de Auranos; Magnus, o primogênito do rei de Limeros; Jonas, um camponês rebelde de Paelsia; e Lucia, uma garota adotada pela família real de Limeros que busca a verdade sobre seu passado. Em A queda dos reinos, Morgan Rhodes constrói uma mitologia complexa e fascinante, que mistura amor proibido, intrigas políticas e profecias milenares. Narrado pelos pontos de vista dos quatro protagonistas, este é o primeiro volume da série.


Resenha por Carlos Cavalcanti:
Gosto muito de livros com mapas e quando abri este, já comecei a me deliciar com a terra de Mítica. Mal podia esperar para saber o porquê dos reinos estarem em declínio (como sugere o título) e já comecei a leitura um pouco confuso por conta de uma certa profecia que vai influenciar muitas das ações dos personagens nesse “mini Game of Thrones para crianças”.

Eu mencionei GoT? Acho que foi por ter visto vigilantes num santuário que se transformam em pássaros para observar os meros mortais, uma relação de amor entre irmãos, cabeças rolando, sangue e amor proibido. Faltou apenas o anão. Foi por essa quase semelhança que eu fiquei um pouco perdido no começo da história, e precisava ficar voltando para as primeiras páginas onde tinha uma lista com todos os personagens que aparecem nesse livro (grande sacada da autora, muito obrigado mesmo, dona!).

A narrativa é simples e de fácil leitura, cada capítulo tem um título que mostra ao leitor onde a história vai se passar (em qual dos três reinos) e segue os acontecimentos em torno das vidas de quatro jovens: uma menina adotada por uma família real (que depois descobre possuir um poder jamais visto naqueles dias), um príncipe (que passa por poucas e boas e de cara ainda ama uma pessoa que não pode ter), uma princesa (que tem sua vida literalmente mudada quando viaja de um reino a outro e depois ao mesmo tempo que faz descobertas incríveis arrisca tudo o que tem), um jovem rebelde (nas últimas páginas do livro a gente descobre porque ele é rebelde e que deseja dar um futuro melhor para seu povo).

As quatro histórias se entrelaçam, surpreendendo o leitor no decorrer do livro e por fim, deixando na expectativa do próximo (porque é sério, eu quero muito saber como uma mulher mostra que tem tanta coragem e audácia – divergente – acaba sendo tão fraca e se contentando com esperanças, do verbo esperar).


Carlos Cavalcanti, graduando em Letras (Português e Inglês) pela UFRPE, tem 20 anos e uma idade mental de pelo menos uns 800, com muito exagero. É apaixonado por livros e leitura e ainda sonha em escrever, ou quem sabe traduzir, algum romance (que não seja piegas). Gosta, sobretudo, de distopias, ficções, fantasias, suspenses e todas as leituras que prendem o leitor da primeira à última página do livro. 

Leia mais de 4 milhões de livros no seu e-book. Os melhores e-books do mundo estão aqui

Recomendados para você

Deixe seu comentário