Últimas Notícias

News
Recentes

Em entrevista ao OMD, Silva declara amor por Maceió e promete show afetuoso no Teatro Deodoro

News
Recentes

Depois de O Livro dos Ressignificados, Coração Granada é o novo livro do @akapoeta

News
Recentes

Separamos cinco HQs da Nemo que você precisa ter na estante!

Livraria Cultura - Clique aqui e conheça nossos produtos!

[Resenha] Enders – Lissa Price

Publicado em 17 fev, 2014
Enders – Lissa Price

Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581633602
Ano: 2014
Páginas: 285

Classificação: 

Depois que a Prime Destinations foi demolida, Callie pensou que teria paz para viver ao lado do ir- mão, Tyler, e do amigo, Michael. O banco de corpos foi destruído para sempre, e Callie nunca mais terá de alugar-se para os abomináveis Enders. No entanto, ela e Michael têm o chip implantado no cérebro e podem ser controlados. Além disso, o Velho ainda se comunica com Callie. O pesadelo não terminou. Agora, Callie procura uma maneira de remover o chip – isso pode custar sua vida, mas vai silenciar a voz que fala em sua mente. Se continuar sob o domínio dos Enders, Callie estará constantemente sujeita a fazer o que não quer, inclusive contra as pessoas que mais ama. Callie tem pouco tempo. Obstinada por descobrir quem é de fato o Velho e desejando, mais que tudo, uma vida normal para si e para o irmão, ela vai lutar pela verdade. Custe o que custar.

Resenha:
Pouco mais de um ano após o lançamento de Starters, poder ler o desfecho da duologia distópica escrita por Lissa Price foi uma experiência nostálgica. Apesar de não ter absolutamente tudo fresco em minha mente, o que me preocupou de início, a memória foi retornando a cada detalhe exposto na narrativa e ao final, foi como se tanta espera não houvesse existido, mas como houve acabou valendo a pena.

O segundo livro de qualquer série ou trilogia é sempre o mais aguardado por mim, é ele que geralmente firma a estória. Entendam, em Starters, a autora nos apresentou aos personagens, nos situou no tempo, espaço e o cenário distópico. Já em Enders, por já estarmos confortáveis com todo o universo de Price, a autora teve um leque aberto de rumos, reviravoltas e  problemas para desenvolver e resolver, sem se preocupar tanto com explicações de funcionamento, digamos assim. O agravante disso tudo é que Starters é uma duologia, o desfecho também veio com Enders, ou seja tudo em um único livro. Obviamente a minha ansiedade era enorme e justificada. Fico feliz em saber que a autora deu um fim satisfatório a trama.

Embora a Prime Destinations esteja fechada e o aluguel de corpos suspenso, o Velho está foragido, à espreita e mais ativo que nunca. Os Starters continuam com chips instalados em seus cérebros, o que permite que sejam rastreados e até controlados. A ideia de viver assim é repugnante para Callie, ela não vai aceitar tão fácil a ideia de ser controlada para o resto de sua vida. O chip é responsável pela distância entre ela e o irmão Tyler, é preciso dar um passo de cada vez.  Mas como lutar contra um inimigo que atua dentro de sua mente? O Velho e seus Enders estão a procura de algo e não pouparão vidas ou esforços, explosões criminosas estão acontecendo e o perigo está não só nas ruas mas também na cabeça de Callie.

A narrativa ganha novas cores e uma reviravolta inesperada com o jovem Hyden, que auxliará Callie e Michael a descobrir os planos do Velho e encontrar quem sabe uma saída. Um de seus muitos segredos envolve o fato de Hyden não poder tocar ou ser tocado por ninguém, apesar do mistério ele parece ser confiável. O medo é uma constante e como se não bastasse ter dado seu corpo para que os Enders usassem, Callie está revivendo as memórias de sua antiga inquilina Helena. Por que? O último gás da estória envolve o paradeiro do pai de Callie, há indícios de que ele esteja vivo e não fora levado para o centro de tratamento anos atrás durante a Guerra dos Esporos.

Posso ousar e indicar um único defeito que encontrei na narrativa, em alguns delicados momentos da trama, um aprofundamento maior poderia ter dado um rosto mais emotivo a estória. E se tratando de um desfecho, não cairia mal, certo? Ignorando isso Lissa Price encerrou sendo fiel ao nível de estória que se propôs a contar. E que estória, não? Callie é uma protagonista forte e não vai facilitar para ninguém, Michael é ofuscado por Hyden que rouba a cena e forma uma dupla de coragem com Callie. Os vilões da estória se multiplicaram, é, o Velho não é o único interessado na tecnologia avançada dos chips.

E pra finalizar essa resenha enorme de fã, deixo meu quote predileto e uma recomendação de coração: leiam Enders!

“Pode parecer piegas, mas é verdade: o que há do lado de fora não é tão importante quando o que há por dentro.” Trecho da página 189

Felipe Miranda

Felipe Miranda

Sou redator, produtor de conteúdo, freelancer 24h e quase jornalista. Não consigo ficar quieto. Criei o OMD aos 15 anos e de lá para cá já vivi um mundo inteiro de histórias malucas (sem nem sair de casa).

Leia mais de 4 milhões de livros no seu e-book. Os melhores e-books do mundo estão aqui

Recomendados para você

Deixe seu comentário