Últimas Notícias

News
Recentes

Carol Teles lança “Constelação de Gritos Mudos”, seu novo livro!

Alagoas
News
Recentes

Com xilogravuras de Luís Matuto, livro faz releitura da história de Zumbi dos Palmares

News
Recentes

Guilermo del Toro e Cornelia Funke lançam livro de “O Labirinto do Fauno”

Livraria Martins Fontes

[Resenha] O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks – E. Lockhart

Publicado em 04 dez, 2013

O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks – E. Lockhart
Editora: Seguinte
ISBN: 9788565765206
Ano: 2013
Páginas: 344
Classificação: 
Página do livro no Skoob

Aos catorze anos, Frankie Landau-Banks era uma garota comum, um pouco nerd, que frequentava a Alabaster, uma escola tradicional e altamente competitiva. Mas tudo muda durante as férias. Na volta às aulas para o segundo ano, o corpo de Frankie havia se desenvolvido, e ela havia adquirido muito mais atitude. Logo ela chama a atenção de Matthew Livingston, o cara mais popular do colégio, que se torna seu novo namorado e a apresenta ao seu círculo de amigos do último ano. Então Frankie descobre que Matthew faz parte de uma lendária sociedade secreta – a Leal Ordem dos Bassês -, que organiza traquinagens pela escola e não permite que garotas se juntem ao grupo. Mas Frankie não aceitará um “não” como resposta. Esperta, inteligente e calculista, ela dará um jeito de manipular a Leal Ordem e levantará questionamentos sobre gênero e poder, indivíduos e instituições. E ainda tentará descobrir se é possível se apaixonar sem perder a si mesma.

Resenha:
Sabe quando aquela estória não tem o final que você tanto espera, e mesmo assim o livro se torna um favorito por ser maior e melhor que qualquer desfecho possível?

“Frankie Landau-Banks é uma pessoa fora da linha. Ela pode, de fato, ficar louca, como acontece com muitas pessoas que quebram as regras.” Trecho da Página 330

Frankie Landau-Banks cresceu o suficiente durante as férias de verão para renovar todo o seu guarda roupa. Juntamente as novas vestimentas, vieram generosas doses de autonomia e coragem, o corpo, agora, cheio de curvas,  tornará a garota visível, existente. Uma série de preocupações e mudanças de comportamento pretendem movimentar o seu ano letivo. Se no primeiro ano, Frankie passou despercebida ás sombras de sua irmã mais velha, Zada, agora ela terá a chance de ser notada, ser alguém na hierarquia escolar. Sentindo falta da irmã, evitando o ex-namorado integrante do Clube de Espionagem e correndo atrás de rapazes mais velhos que não sabiam da sua existência até a evolução dos seus peitos, Frankie inicia seu segundo ano na tradicional e competitiva escola Alabaster.

Frankie então passa de “irmã mais nova da Zada” para “a namorada do terceiranista Matthew”. Há alguma diferença aqui? Sim, e está relacionado ao seu namoro anterior, onde não havia amor entre ela e o nerd Porter. Agora Frankie se vê apaixonada de verdade: por Matthew e por seus amigos, por tudo que eles representam um para o outro, pela amizade, pela fidelidade, pelo laço que os une e os fazem vivos, pelos segredos que compartilham e os vínculos que cultivam sendo Bassês. Porém ela sabe que não é vista da mesma forma, com a mesma importância. Ela é tratada como inofensiva, como alguém que não merece ser levada em conta.

Antes que você pense que nossa protagonista é fresca e metida, preciso defende-la, Frankie é leitora assídua, curte dança moderna e arte, ex-integrante do Clube de Debates, ex-namorada de um nerd e escolheu Latim como disciplina eletiva. Ela sabe coisas idiotas sobre celebridades e sente-se bonita e horrorosa como qualquer adolescente normal. Tem a língua afiada, é esperta, competitiva e vamos perceber o quão calculista e inteligente ela pode ser quando descobre sobre uma sociedade secreta que sobrevive a gerações e gerações.

A Leal Ordem dos Bassês, onde seu pai foi membro em sua juventude, e agora, descobrira seguindo-o, seu atual namorado também. Certo, Frankie fará da busca de informações a respeito dos Bassês uma missão. Tudo que ela sabe é que se trata de um grupo restritamente para garotos do último ano que fazem coisas misteriosas no meio da noite. Que tipo de influência essa sociedade secreta exerce sobre o campus? Que Histórico Infame dos Bassês é esse que seu pai citou e não voltou a dar mais detalhes? Quais atividades os membros realizam na Alabaster?

Quando Frankie descobre exatamente do que se trata a Leal Ordem dos Bassês e passa a interferir, sem que eles saibam, no funcionamento do clube de garotos, a estória fica impossível de largar. Vamos acompanha-la tentando apimentar as façanhas com toques críticos e dotados de valores e interesses sociais, aventuras que farão as bases da Alabaster tremer. Comportamentos nada ortodoxos com a finalidade de enfurecer o pan-óptico invisível. Isso ao mesmo tempo, que tenta provar o seu valor, que ela se recusa a ser convencional e descartada. Frankie quer ser uma Bassê. Será possível obter sucesso no jogo e no amor?

A verdade é que é impossível não torcer e se encantar pela Frankie. Não fui tão exigente, afinal, ela só tem quinze anos e maturidade se vem com o tempo. Discordando em alguns (muitos) pontos e admirando-a por dobrar os marmanjos sem a consciência dos próprios, os capítulos desse livro foram lidos na mais pura sensação de prazer. Cãezinhos na janela,  a Noite dos Mil Cães, a Revolta da Beterraba Enlatada e o sumiço do peixinho são façanhas épicas. Não posso deixar de mencionar o romance que envolve o enredo, tive uma torcida desde o primeiro flerte e infelizmente o desfecho não foi o esperado. A construção da trama é impecável, vamos entendendo as ações de Frankie cada vez mais claramente, é brilhante. Trish, Alfa e Porter são personagens incríveis e contribuíram bastante pelo meu amor na trama. Leitura mais que recomendada!

“E assim, outra possibilidade – a possibilidade na qual acredito – é a de que Frankie Landau-Banks abrirá ela mesma as portas que quer atravessar. E crescerá para o mundo.” Trecho da Página 330

Leia mais de 4 milhões de livros no seu e-book. Os melhores e-books do mundo estão aqui

Recomendados para você

Deixe seu comentário

10 Comentários

  • Ariana Oliveira Gomes
    04 janeiro, 2014

    Tenho que confessar que sempre tive vontade de ler este livro, mas quando as resenhas negativas foram aparecendo, a vontade diminuiu. Aí hoje, 04 de janeiro, por milagre de DEUS, consigo entrar no teu site e ler esta resenha e, meu desejo de ler este livro voltar com força total. Desse jeito você me fale. kkkkkkkkkkk…

  • e. luiza
    11 dezembro, 2013

    Quando li "Então Frankie descobre que Matthew faz parte de uma lendária sociedade secreta – a Leal Ordem dos Bassês" achei que se tratava de algo como os Illuminati, ou maçons, quando terminei de ler a frase fiquei desapontada 🙁 talvez eu seja chata demais por ta achando muuuitos livros superficiais, enfim… ainda to procurando "O LIVRO"

  • Michelle Agda
    05 dezembro, 2013

    Ok, vamos combinar que o título do livro é bem grande, e ainda assim, super chamativo. Não esperava ouvir tanto elogio de um livro como esse, até porque como você falou Felipe, Frankie tem jeito de uma garota fresca e mimada. Aliás, tenho que falar: o livro entrou pra minha lista de leitura 🙂

  • Maria Clara
    05 dezembro, 2013

    Não fazia ideia do que se tratava esse livro, parece ser muito bom!

  • Shadai
    05 dezembro, 2013

    Estranhamente eu vi essa capa várias vezes e achava que Frankie fosse um garoto hahahaha
    A história parece ótima, mas não sei se seria um livro favorito, já que envolve muita imaturidade de adolescentes, e isso me incomoda bastante.

  • Fernanda Moraes
    05 dezembro, 2013

    Desde que li pela primeira vez a sinopse desse livro eu fiquei doida pra ler!
    Eu adorei as características da Frankie, é o tipo de personagem que eu sempre acabo adorando. E fiquei super curiosa sobre essa sociedade secreta.
    Sobre o romance, que é o que eu sempre acabo adorando nos livros, vi que o desfecho não foi como você esperava mas espero que tenha sido tão bom quanto!

    Beijos.

  • Diandra Fernandes
    04 dezembro, 2013

    A capa me chamou a atenção, mas a sinopse e a resenha me ganhou definitivamente, me parece muito bom. Se já não bastasse minha lista quilométrica de desejados lá vem mais esse p aumentar a fila.

  • Fernanda Passos
    04 dezembro, 2013

    Tenho uma mania de tentar adivinhar histórias pelas capas dos livros, e nunca passo perto da realidade. Achava que esse livro era sobre um homem (?) e chato, mas só de ler a sinopse, algo que já deveria ter feito, fiquei muito interessada.
    É muito difícil um livro que tenha o desfecho que me agrada. Prefiro mil vezes aquele final inesperado e, as vezes nem tão feliz assim, do que um óbvio.
    Quem cresce tanto assim no verão e ainda escolhe Latim? Hahahaha Preciso ler esse livro e descobrir mais sobre essa garota.
    http://nuvensdecrepom.blogspot.com.br/

  • Alice Aguiar
    04 dezembro, 2013

    eu achei a ideia do livro bem interessante, gostei olha.
    Seguindo o Coelho Branco

  • Alessandra Tapias
    04 dezembro, 2013

    Primeiramente eu achei essa capa simplesmente encantadora. Ela é simples e linda!
    O mais lega é que na capa eu não percebo nada do que se trata o livro, ou seja, sou obrigada a ir procurar resenhas pra saber.
    Adorei!!
    Frankie é tudo de bom pelo jeito, 15 anos e muito pra contar!
    Resenha, só pra variar, perfeita!!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/