Últimas Notícias

News
Recentes

Carol Teles lança “Constelação de Gritos Mudos”, seu novo livro!

Alagoas
News
Recentes

Com xilogravuras de Luís Matuto, livro faz releitura da história de Zumbi dos Palmares

News
Recentes

Guilermo del Toro e Cornelia Funke lançam livro de “O Labirinto do Fauno”

Livraria Martins Fontes

[Resenha] Garota exemplar – Gillian Flynn

Publicado em 17 out, 2013

Garota exemplar – Gillian Flynn
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580572902
Ano: 2013
Páginas: 448
Classificação: 
Página do livro no Skoob

Uma das mais aclamadas escritoras de suspense da atualidade, Gillian Flynn apresenta um relato perturbador sobre um casamento em crise. Com 4 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo – o maior sucesso editorial do ano, atrás apenas da Trilogia Cinquenta tons de cinza –, “Garota Exemplar” alia humor perspicaz a uma narrativa eletrizante. O resultado é uma atmosfera de dúvidas que faz o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública – e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy –, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?

Covardia. Traição. Fraqueza. Medo. Heroísmo. Sociopatia. Assassinato. Uma história de amor. Um longo clímax assustador.

Em cada aniversário de casamento Amy prepara uma espécia de Caça ao Tesouro para seu marido Nick. Uma série de pistas que levam a outras pistas e buscam relembrar os momentos mais importantes do casal durante o ano, uma forma de reafirmar o amor dos dois. Porém datas, lugares e momentos fogem á memória de Nick e essas caças nunca são tão românticas como deveriam ser. É perturbador para ele recordar lembranças calorosas e sentir-se profundamente frio. Ele não reconhece a mulher com quem se casou anos atrás, a Amy de hoje despertava fúria, a ponto dele querer machuca-la. A garota gargalhada e de jeito fácil se transformara em um arame farpado, tenso e amargo. Quando Nick e Amy perdem seus empregos, eles são obrigados a abandonar todos aqueles hábitos nova iorquinos para cuidar dos pais de Nick em Missouri: sua adorada mãe está com câncer e seu pai problemático sofre de Alzheimer. Restaram ressentimentos, até que só restara um dos dois. Amy desaparece no quinto aniversário de casamento e todas as pistas apontam Nick como suspeito. Morta?

“Era o fim da minha carreira, da carreira dela, o fim do meu pai, o fim da minha mãe. O fim do nosso relacionamento. O fim de Amy.” Nick em trecho da página 123

Os capítulos são intercalados entre as narrações do casal da seguinte maneira: Nick nos mostra o presente, o desenrolar das investigações, a caça ao tesouro sem Amy, a mídia voltando-se contra ele “o marido assassino”, os motivos que fizeram com que o amor fosse murchando, as explicações para atitudes questionáveis. Nick é fã de mentiras por omissão, ele não sente raiva ou ódio por estar nessa situação, ele simplesmente desenvolveu uma incapacidade de demonstrar qualquer emoção negativa. Inexpressivo, controlado e infiel. Já nos capítulos de Amy, vamos acompanhar um diário dos últimos anos, desde o momento em que eles se conheceram e tornaram-se um casal feliz, vivo e cheio de piadas internas, até o momento em que a relação estava abalada, frágil e perturbadora. Amy é linda, encantadora e doce, suas passagens no enrendo me fizeram ama-la, vê-la infeliz e incompleta com um homem que esquecera dela e dos próprios pais foi irritante, ela era gentil e dona de planos. Amy era exemplar, assim como Amy Exemplar, seu alter ego literário, criado por seus pais psicólogos infantis renomados e autores de uma série de best-sellers famosos.

“Mas posso estar enganada, posso estar muito enganada. Porque algumas vezes, o modo como ele olha pra mim… Aquele garoto doce da praia, o homem dos meus sonhos, pai do meu filho… Eu o flagro olhando para mim com aqueles olhos atentos, os olhos de um inseto, puro cálculo, e penso: Esse homem talvez me mate.” Amy em trecho da página 227

O enredo é divido em três partes e as páginas parecem transbordar reviravoltas. Minhas certezas baseadas no diário são todas postas a prova e me vi preso em um thriller psicológico assustador. Quem é quem nesse casamento? Os personagens são extremamente bem construídos e dão base ao desenrolar, dão apoio. Garota Exemplar me mostrou o quão sombria e perturbada pode ser a mente humana, o quanto estamos vulneráveis ao outro. O amor mais doentio que exista pode ser o mais doce. Os riscos, os perigos, os medos podem ser necessários, você pode acabar dependendo disso, de amor. Não considero uma leitura policial, apesar de ter percebido todos os melhores elementos desse estilo, e tão pouco o considero um drama por tratar-se de relacionamentos, mesmo com seus questionamentos profundos e por vezes peculiares. A narrativa é densa e engenhosa. É perverso perceber o quão delicioso pode ser o errado, o incomum. Duas pessoas lutando pelo controle, tentando seguir em frente, um vínculo doentio inquebrável. Algo continua errado e não há nada a se fazer…

Nos moldamos a situações, pessoas e sentimentos. Somos forçados a nos adequar a diversos padrões, seja por obrigação ou necessidade, seja por pessoas… Assim são as coisas, eles pedem certo nível de sensibilidade, de jogo de cintura, de charme. Um lado cede, o outro se adapta, relacionamentos envolvem ajustes, pedem consenso, equilíbrio. Há limites que foram seriamente quebrados nesse livro. Você realmente é fiel ao que é? Ao que sente? Você conhece a fundo quem mantêm ao seu lado? Já mentiu pra agradar? Já mudou para conquistar? O que te faz permanecer? Garota Exemplar é assombroso e tão possível que mesmo me surpreendendo com cada faceta de Nick e Amy, eu vi verdades e mentiras que constroem e ao mesmo tempo destroem relações, eu percebi que o errado pode dar certo, de alguma forma. Não consegui enxerga-los como psicopatas… Juro.

Leia mais de 4 milhões de livros no seu e-book. Os melhores e-books do mundo estão aqui

Recomendados para você

Deixe seu comentário

7 Comentários

  • Bruna Souza
    06 fevereiro, 2014

    O livro está na minha lista dos que pretendo ler ainda esse ano. Quero ler antes mesmo do filme ser lançado. Me pareceu uma história bem contada e inteligente!

  • GonçalvesSue
    03 fevereiro, 2014

    Estou me roendo pra ler esse livro, parece muito bom, adorei sua resenha

  • e. luiza
    04 dezembro, 2013

    Felipe escreve tão bem as resenhas que se ele fizer uma resenha de um cardapio de uma lanchonete de esquina da vontade de ler tmb :3 Garota exemplar ta na minha lista de desejados ja

  • Maria Clara
    02 dezembro, 2013

    Me pareceu bem forte, espero ler em breve :]

  • Larissa
    17 outubro, 2013

    Todo mundo falando bem desse livro
    Eu necessito dele!!

  • Manu Hitz
    17 outubro, 2013

    Li e esperava mais, acho q fui com muita sede… O problema é q as personagens não te tocam, não conquistam, não têm empatia! E isso fica chato, ficamos julgando ora Amy, ora Nick. Nenhum conseguiu minha aprovação. Aliás, ninguém na história.
    Mas sobre a história, é realmente muito bem escrita, as surpresas são bem boladas e a escrita da autora é fantástica! Ela disseca uma personagem como ninguém, o lado psicológico é bem construído – tive a impressão que o lado psiquiátrico, principalmente, é muito bem explorado, cada psicopata nessa história, rsrs…
    Recomendo para quem gosta de uma trama que constrange, que mexe com as estruturas por examinar o lado obscuro de uma relação… especialmente doentia.

  • Lost In Words
    17 outubro, 2013

    Esse é o livro mais foda que já li! Não entendo como tem gente que não goste dele, é uma historia absurdamente inteligente. Eles se conhecem tão bem, se manipulam tão bem, que é assustador. Me perguntei milhares de vezes, "Será que existe alguém igual a Amy?!"
    Ôh mulherzinha inteligente viu! kkkkkk

    Adorei a resenha, beijos :*
    http://bloglostinwords.blogspot.com.br/