Últimas Notícias

Recentes
Resenhas
TERROR

“O Cemitério”, de Stephen King, é de fazer qualquer um ter pesadelos. Saiba mais!

News
Recentes

Aleph divulga capa de “A Última Colônia”, de John Scalzi

News
Recentes

Conheça “Vilão”, uma história sobre inveja, desejo e superpoderes!

Livraria Martins Fontes

[Resenha] Praticamente Inofensiva – Douglas Adams

Publicado em 30 nov, 2012

Praticamente Inofensiva – Douglas Adams
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788599296981
Ano: 2010
Páginas: 191
Página do livro no Skoob
Classificação: 

Espalhados pelos mais insondáveis cantos da Galáxia, Arthur, Ford e Tricia iam tocando suas vidas da melhor forma que podiam, mas tudo se complica novamente quando eles se reencontram. Tentando manter a sanidade e salvar a si mesmos, eles acabam assistindo juntos ao inevitável destino da Terra. Com reviravoltas surpreendentes, Praticamente Inofensiva traz aguardadas respostas, lança novas perguntas e, acima de tudo, faz o leitor lamentar o fim da saga de Dent e seus companheiros.

Com um novo olhar sobre seu próprio trabalho, Douglas Adams amadureceu os personagens e a habilidade de criar situações cômicas para criticar a sociedade. Ele se aproveita da trama para discutir as relações de trabalho, as políticas corporativas, as questões éticas da modernidade e as novidades tecnológicas. Mas ainda consegue superar sua capacidade de nos fazer rir de nossas próprias atitudes.

Usando e abusando da mesma imaginação ilimitada que demonstra nos livros anteriores, Adams apresenta em Praticamente Inofensiva uma Mistureba Generalizada de Todas as Coisas que fizeram da coleção um grande sucesso ao redor da Borda Ocidental desta Galáxia.

 Resenha:
Algo tinha dado terrivelmente errado. Um meteorito atingira uma nave deixando em pedaços o módulo central de missão e consequentemente a memória e as identidades dos membros de sua tripulação, já que haviam sido transferidas para o módulo por motivos de segurança. Ou seja, um bando de ETs, sem noção do que estavam fazendo e que acabam aterrissando na mais recente descoberta astronômica, um décima segundo planeta além da órbita de Plutão, gentilmente batizado de Rupert, em homenagem ao papagaio de um dos astrônomos envolvidos.É, todas as perguntas do Universo não seriam suficientes para determinar o que havia acontecido. Aliás, o Universo não chega a ser uma coisa, mas sim uma maneira de compreender algo como uma Mistureba Generalizada  de Todas as Coisas, que não passa da soma total de todas as maneiras diferentes que haveria para compreende-la, caso existisse uma.

Estou me sentindo a vontade para enlouquecer.

Quando uma nave alienígena pousa em seu quintal e um grupo de ETs vindos de Rupert, revela que monitoram a Terra (fãs de programas de auditório) e vieram busca-la para recalcular seus horóscopos,a  âncora de TV Tricia McMillian se vê diante do maior furo de reportagem do século. Após perder a oportunidade da sua vida, essa seria sua grande chance de dar a volta por cima.

Enquanto isso, Ford Prefect, que não tinha nenhum material novo para publicar, invadia o prédio do Guia do Mochileiro das Galáxias. Ele acaba descobrindo que o Guia está sob nova direção, algo estava acontecendo e não era nada bom. E considerando o lamentável trabalho de decoração, ele tinha certeza disso.

Arthur Dent precisava de um planeta onde pudesse viver, vendendo pedaços de unha e saliva para bancos de DNA, ele arranjou dinheiro para dar um jeito em sua vida. Ele se recusava a morrer sem chegar a Stavramula Beta, mesmo sem ninguém nunca ter ouvido falar desse lugar. Os mundos disponíveis pareciam bastante desanimados, até que encontra um planeta supostamente formado no umbigo de lacrais gigantes…

Em algum momento Ford, Tricia e Arthur vão se encontrar e obvio muita confusão vai acontecer.

Eu nunca havia lido uma série completa antes, e agora sei o quanto é triste. Este é o quinto e último livro que o Douglas idealizou para a série O Guia do Mochileiro das Galáxias. Em relação a série como um todo, os três primeiros livros são os que mais se encaixam, mesmo não se encaixando muito em momento algum. É como se cada estória tivesse sido escrita após um intervalo de tempo bastante grande. E isso aconteceu na verdade. Personagens vão sendo deixados para trás (meus preferidos), mas com o decorrer da trama eu me apeguei a todos, e gostaria muito que nesse último volume todos estivessem juntos. O desfecho de tudo foi um tanto que vago comparado a quantidade de situações vividas, mas eu me contentei. Tudo foi esclarecido, de um jeito bem absurdo e irônico.
Não só porque foi a única série que li inteira mas,recomendo de verdade e se tornou predileta.

Leia mais de 4 milhões de livros no seu e-book. Os melhores e-books do mundo estão aqui

Recomendados para você

Deixe seu comentário

4 Comentários

  • Anônimo
    15 julho, 2013

    É sempre bom variar os gêneros da leitura e estes livros parecem ser demais. E estão sempre bem acessíveis no Submarino.

  • Gabrielle
    05 julho, 2013

    A submarino estava com uma promoção dessa coleção, não sei como não comprei. Parecem ser bons!

  • Ivi Campos
    04 junho, 2013

    Não conhecia esta série até pouco tempo e agora preciso ler!!!! Está sempre em promoção, vou comprar em breve
    Ivi Campos
    ivinah@gmail.com

  • Fernanda Faria
    16 fevereiro, 2013

    Vejo essa série direito na promoção do submarino, já vi até por 19 reais a coleção inteira, mas definitivamente não faz o meu estilo. ;/
    beijos