Últimas Notícias

News
Recentes

Em entrevista ao OMD, Silva declara amor por Maceió e promete show afetuoso no Teatro Deodoro

News
Recentes

Depois de O Livro dos Ressignificados, Coração Granada é o novo livro do @akapoeta

News
Recentes

Separamos cinco HQs da Nemo que você precisa ter na estante!

Livraria Cultura - Clique aqui e conheça nossos produtos!

[RESENHA] P.S. Eu te amo – Cecelia Ahern

Publicado em 24 out, 2012

P.S. Eu te amo – Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630625
Ano: 2012
Páginas: 368
Página do livro no Skoob
Classificação: 

Gerry e Holly eram namorados de infância e ficariam juntos para sempre, até que o inimaginável acontece e Gerry morre, deixando-a devastada. Conforme seu aniversário de 30 anos se aproxima, Holly descobre um pacote de cartas nas quais Gerry, gentilmente, a guia em sua nova vida sem ele. Com ajuda de seus amigos e de sua família barulhenta e carinhosa, Holly consegue rir, chorar, cantar, dançar e ser mais corajosa do que nunca.

Resenha:
Mesmo em seus últimos momentos de vida, Gerry se preocupou em preparar uma última surpresa para sua querida esposa. Ele cumprira sua promessa e escrevera uma lista antes de morrer, um envelope para cada mês do ano. Claro que para Holly foi uma grande surpresa, como ela não percebera nada? Nenhum indício, nem vestígio do que ele tramara. Agora ela teria mais alguns meses na companhia de Gerry, mesmo ele estando ausente.

Em uma sala com mil pessoas, na companhia dos amigos ou sentada a mesa de jantar com a família, não importa onde ou com quem, em todas essas situações Holly se sentia solitária, vazia. Desde que Gerry morreu, deixando para trás planos de uma vida inteira que seria construída juntos, ela não sabe o que é sentir-se verdadeiramente feliz. Quem se importava com a bagunça que se encontrava sua sala? Ou se a cozinha estava suja ou limpa? Quem precisa tomar banhos e se alimentar? Ou até mesmo, trabalhar, usar maquiagem, Holly não precisava impressionar ninguém. Durante toda a sua vida seu mundo girou em torno de Gerry, agora que ele partira, manter-se viva se tornara uma tarefa complicada, apenas existir seria o bastante. O tempo passa sem ela perceber, vivendo fora do seu corpo, amortecida para tudo menos para a dor no coração, ossos e cabeça. Ela se mostra desinteressada em fazer qualquer coisa sem ele e se encontra na espera do fim do mundo apenas para reencontra-lo. Quando mais o tempo passa mais saudade ela sente, a cada manhã quando o lugar ao lado na cama amanhece vazio, é como se esfregassem sal em suas feridas abertas. A vida não tem mais sentido sem Gerry para acompanha-la.

Com as cartas, Holly não precisaria tomar grandes decisões, Gerry ajudaria ela a seguir em frente, a fazer o que deveria ser feito. Com as cartas Gerry não havia partido de verdade.

“Não sei se devo dizer “Gerry era” ou “Gerry é”. Não sei se devo ficar feliz ou triste ao falar dele para outras pessoas. Parece que, se eu me mostrar feliz ao falar dele, certas pessoas me julgarão, por esperarem que eu chore até morrer. Se eu me mostrar triste, as pessoas se sentem desconfortáveis.” Trecho da página 182.

Essa foi a estória de amor mais linda que tive a oportunidade de ler.

Em primeiro plano vocês devem pensar que a leitura vai ser enfadonha em razão da situação de viuvez inconformada da Holly, mas muito pelo contrário, o livro é incrivelmente divertido e apaixonante. As cartas guiam Holly e a ajudam a seguir adiante, a sempre se lembrar das lindas lembranças que eles construíram mas a não ter medo de criar outras novas. Ainda havia vida para ela após a morte dele.

Nesse momento estou suspirando de tão lindo que é esse livro.

Eu já assisti a adaptação do livro para o cinema e tem algumas muitas coisas diferentes, então, ler o livro é super recomendável, apesar de sentir falta de algumas cenas do filme, o livro em sí é superior e bem melhor.

Decreto P.S. Eu te amo uma leitura obrigatória.

Leia mais de 4 milhões de livros no seu e-book. Os melhores e-books do mundo estão aqui

Recomendados para você

Deixe seu comentário

5 Comentários

  • Loriany Gottardi
    01 outubro, 2013

    Comecei a ler e parei por falta de tempo :c quero retomar a leitura

  • Michelle *-*
    12 agosto, 2013

    Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas de tão romântico que é… oh my dog! Se colocarem ele em minhas mãos, leio em 2 dias!

  • Leitura extrema
    06 julho, 2013

    achei o livro tão, tão lindo e perfeito *_*

  • Gabrielle
    25 junho, 2013

    Comprei o livro agora mesmo e vim procurar uma resenha por aqui, encontrei! haha Quero muito ele em mãos, quero muito lê-lo!

  • Ivi Campos
    20 abril, 2013

    Este livro é maravilhoso!!! Tocante como só a morte de um grande pode ser e tb descontraído como ter uma familia divertida!!! Adorei essa leitura!!!