Últimas Notícias

News
Recentes

Editora Galera Record lança box de livros LGBT intitulado de “Kit Gay”

News
Recentes

Com Sandra Bullock, adaptação de “Caixa de Pássaros” chega à Netflix

News
Recentes

Darkside Books e Marvel lançam “N”, de Stephen King

americanas.com

[RESENHA] Estilhaça-me – Tahereh Mafi

Publicado em 16 maio, 2012
Estilhaça-me – Tahereh Mafi
Editora Novo Conceito
ISBN: 9788563219909
Ano: 2012
Páginas: 304
Página do livro no skoob
Classificação: 

Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro.

Resenha:

Com certeza um dos melhores livros que li até agora nesse ano.Sem exageros.
Protestos.Comícios.Gritos por sobrevivência. Mulheres e crianças morrendo de fome. Carne apodrecida.Tanto de tudo que estivesse morto. O Restabelecimento destruiu tudo, todos os livros, os vestígios da história humana, os animais. Eles dizem que é preciso começar do zero. Dominaram tudo. O Restabelecimento é a nova forma de governo. O céu desaba todos os dias para Juliette.
“Ela é uma arma ambulante na sociedade”,foi o que os professores disseram.”Nunca vimos algo assim”,foi o que os médicos disseram.”Ela deve ser retirada de casa”,foi o que os policiais disseram.
Sem problema nenhum,foi o que os meus pais disseram.
Trecho da página 42.
Desde pequena ao tocar em qualquer ser vivo, Juliette pode acabar o matando instantaneamente ou no mínimo causando ferimentos sérios.Simples assim. Juliette nunca foi tocada. Dá pra imaginar viver sem um abraço? Dá pra viver sem um abraço dos pais? Juliette tem 17 anos, há 3 vive isolada em um hospício. Até que ela recebe um companheiro de cela, Adam. Adam, o grande amor de Juliette. Durante todo esse tempo ela foi monitorada por Warner, o chefe do Restabelecimento. Ele tem planos para Juliette, ele a quer como arma. Mas Juliette é boa. Não quer usar seu “dom” contra ninguém. Juliette tem escolha?
Certo, não posso elaborar sem contar pontos importantes. O livro é genial, eu não tiro nem coloco nada.
A fragilidade de Juliette que encomodou tanta gente, como li em diversas resenhas, é totalmente justificada. Ela tem motivos para ser frágil, ela é intocável, ela nunca teve relacionamentos, vocês entendem o nível?
Adam é um ótimo personagem. Warner é um ótimo vilão. Tahereh Mafi me conquistou. Juliette não pode ser tocada. É presa. Aparece Adam. Adam o amor de Juliette. Adam o único que sempre a protegeu de todos,o único que a entendeu. O único que pode.Warner. O vilão diabólico e persistente. Ele também pode. Os capítulos são super curtos e são 50 no total.De certa forma faz com que a leitura seja mais rápida. Na verdade,o livro é tão bom que a leitura seria rápida de qualquer forma. Tenho que falar do meu momento preferido do livro. Que é a quase relação sexual do Adam e da Juliette, eu sei, é um spoiler, mas observem o quanto é linda a narração. Por favor leiam esse livro e se apaixonem, sério.
WalmartBR

Recomendados para você

Deixe seu comentário

8 Comentários

  • GonçalvesSue
    07 fevereiro, 2014

    Eu me apaixonei de cara pela capa, a estória me chamou muito a atenção, fiquei pensando que coisa triste não poder tocar e ser tocada, é tão bom um abraço ou até mesmo um aperto de mão das outras pessoas, fiquei no lugar dela, e isso é realmente triste..livro perfeito..

  • Poison Girl
    26 setembro, 2013

    Ainda não entendo o motivo de todas as pessoas terem gostado tanto deste livro. Ele é bom, eu concordo completamente, mas não é o tipo de livro que você pire completamente para ler, não é como A Seleção que te prende do começo ao fim. Em “Estilhaça-me” eu só comecei a me interessa mesmo pela estória lá pela capítulo 20, o que não é nada agradável, porque antes disto eu pensei realmente em abandonar por está morrendo de tédio, mas uma amiga insistiu para que eu continuasse e assim o fiz até finalmente chegar a um momento em que ele começo a me agradar. O enredo é interessante, bem elaborado, tem uma proposta muito boa, mas a forma como a autora desenvolveu foi precária e extremamente tediosa, ela poderia ter acelerado mais os fatos iniciais para que assim chegasse logo a parte que realmente te prende.

  • Yasmin
    18 agosto, 2013

    Esse livro deve ser massa,sem dúvida.Enquanto lia a resenha,só pensava em uma personagem dos X-men que adoro,a vampira rsrs.
    Não conhecia a história e fiquei :O
    Deve ser mto difícil não poder abraçar e ser tocada.Quero ler,sem dúvida.

  • Larissa
    27 julho, 2013

    Eu quero muuuuuito esse livro, já tinha ouvido falar muito bem dele, e ao que parece vc tem a mesma opinião 😉
    Adoro quando escritores exploram "novos" governos e povos devastados
    Muito bom

  • Alice Guerreiro
    24 julho, 2013

    Esse livro é EXCELENTE! Viciei no primeiro e já li o segundo e nao posso esperar pelo terceiro! Sou apaixonada pelos personagens e pela história, mesmo que as vezes seja bem parecido com X-Men..kkkkkk mas eu amo o triangulo amoroso principal!

  • Ariana Oliveira Gomes
    14 julho, 2013

    Esse livro é maravilhoso, amo, amo… Tô lendo agora o e-book Destrua-me e não quero demorar a ler Liberta-me… Warner é puro amor <3

  • Gabrielle
    26 junho, 2013

    Estilhaça-me e Liberta-me são dois desejos literários que tenho!

  • cristiane
    02 fevereiro, 2013

    Foi uma boa leitura, mas confesso que esperava mais =/
    Esperando a continuação agora.